Facebook4(1)

Portabilidade de crédito é a possibilidade de transferência de operações de crédito (empréstimos e financiamentos) e de arrendamento mercantil (leasing) de um banco para outro, por iniciativa do cliente, pessoa física ou jurídica, mediante o pagamento  antecipado do saldo devedor à instituição original.

As condições da nova operação devem ser negociadas entre o próprio cliente e o banco que concederá o novo crédito. Esta depende da negociação do novo Banco, que pode ou não aceitar ser o novo credor. Então, a primeira etapa é encontrar uma instituição financeira interessada em conceder-lhe novo crédito, quitando o anterior. As instituições financeiras não são obrigadas a contratar com você essa nova operação.

Inicialmente, deve ser obtido o valor total da dívida com a instituição concedente da operação original de empréstimo, financiamento ou arrendamento mercantil e ser negociado com outra instituição as condições da nova operação. O valor da dívida, juntamente com o número do contrato e demais dados, deve ser informado à nova instituição, para que ela possa transferir os recursos diretamente para a instituição original, quitando a dívida antecipadamente. Se você ainda não for cliente da instituição que vai lhe conceder o novo crédito, ela pode lhe cobrar tarifa de confecção de cadastro para início de relacionamento (Resolução CMN 3.919, de 2010), mas os custos relacionados à troca de informações e à transferência de recursos entre as instituições proponente e credora original não podem ser repassados ao devedor.

Nem sempre vai valer a pena levar a dívida de um banco para outro, e a conta não é tão simples de fazer. Para valer a pena, a economia tem que ser superior a 5%, porque tem outros custos com documentação. Para facilitar, a ONG Proteste disponibiliza na internet um simulador para que o cliente digite os dados de seu financiamento e descubra se vale a pena ou não mudar de banco. Nem sempre vai valer a pena levar a dívida de um banco para outro, e a conta não é tão simples de fazer. Para valer a pena, a economia tem que ser superior a 5%, porque tem outros custos com documentação.

Para facilitar, a ONG Proteste disponibiliza na internet um simulador para que o cliente digite os dados de seu financiamento e descubra se vale a pena ou não mudar de banco.

Para usar o simulador, basta acessar o endereço: http://www.proteste.org.br/portabilidadedocredito e fazer um cadastro.

Ficou com mais alguma dúvida??? Neste link, você poderá ter acesso ao nosso e-book sobre portabilidade bancária: http://www.ligianefernandes.com/info/portabilidadefinanciamentos/

Você pode também dividir a sua dúvida conosco, pois ficaremos muito felizes em lhe ajudar.

Write a comment:

You must be logged in to post a comment.

© 2014 LIGIANE FERNANDES | ADVOCACIA

logo-footer

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS